Última hora
This content is not available in your region

Evacuações em Courmayeur afetam economia

euronews_icons_loading
Evacuações em Courmayeur afetam economia
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

As evacuações em Courmayeur, na parte italiana do maciço do Monte Branco, estão a aumentar os problemas numa economia já fragilizada pela Covid-19.

Um fragmento do glaciar de Planpincieux - um volume de gelo estimado em 500 mil metros cúbicos, equivalente ao tamanho da catedral de Milão - está a soltar-se, lentamente, devido ao choque térmico, colocando a localidade em alerta. Habitantes e turistas foram obrigados a partir.

Situação complexa, num momento já por si delicado para a economia local. O dono de um restaurante, Christian Casella, explica que perdeu alguns clientes que, com medo, acabaram por telefonar a cancelar as reservas. O diretor de um hotel, Ludovico Colombati, vai mais longe, diz que é normal haver avalanchas no inverno e que há a possibilidade de haver deslizamentos de terra no verão. Mas acrescenta que o risco disso acontecer é muito baixo e, portanto, não justifica um aparato como este.

O presidente da câmara de Courmayeur não concorda. Para Stefano Miserocchi "a evacuação era urgente e imperativa".

O pedaço de gelo, que corre o risco de se separar do glaciar, está mais de 2.600 metros acima do nível do mar.