Última hora
This content is not available in your region

Joe Biden promete acabar com 'época de escuridão'

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Joe Biden promete acabar com 'época de escuridão'
Direitos de autor  Andrew Harnik/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Joe Biden aceitou, oficialmente, ser candidato às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América pelo Partido Democrata.

No discurso de aceitação, Biden acusou o atual presidente, Donald Trump, de não saber proteger os norte-americanos e de ter "mergulhado a América na escuridão durante demasiado tempo. Há demasiada raiva, demasiado medo, demasiada divisão." O candidato democrata assegurou que se lhe for confiada a presidência, vai recorrer ao melhor de cada pessoa, não ao pior e prometeu ser um "aliado da luz, não da escuridão".

O antigo vice-presidente de Barack Obama frisou que o país vive um dos piores momentos da sua história, com crises sem precedentes, como a pandemia da Covid-19, uma forte crise económica e uma grande divisão da sociedade.

Biden assegurou que a sua eleição irá unir o país e garantir os direitos dos desempregados devido à pandemia.

Donald Trump já se pronunciou afirmando que as promessas do democrata não passam de palavras vãs e que caso Biden seja eleito, destruirá a economia.

Num comício em Scranton, na Pensilvânia, Trump afirmou que nos últimos quatro anos tem estado "a reverter as traições de Biden e a proporcionar vitórias históricas ao povo da Pensilvânia. O estado perdeu mais de 50 mil postos de trabalho na época em que Biden era vice-presidente." O governante assegurou que já durante a sua administração, "a Pensilvânia ganhou 14.000 empregos, fabricando e subindo a um nível que nunca ninguém tinha visto antes" e garantiu que vão "recuperar todos os empregos que foram perdidos".

As eleições presidenciais dos Estados Unidos estão marcadas para o dia 03 de novembro.