Última hora
This content is not available in your region

Shinzo Abe pretende demitir-se por motivos de saúde

euronews_icons_loading
Shinzo Abe pretende demitir-se por motivos de saúde
Direitos de autor  Evan Vucci/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro do Japão expressou a intenção de renunciar ao cargo. De acordo com os "media" nipónicos, Shinzo Abe decidiu deixar a liderança do Executivo por motivos de saúde.

A informação foi confirmada à agência Reuters pelo Partido Liberal Democrático de Abe.

Nos últimos meses, o primeiro-ministro deu entrada por duas vezes num hospital de Tóquio para fazer exames não especificados. O facto levantou preocupações sobre o problema crónico de saúde do governante.

Shinzo Abe lidera o Governo desde 2012, um recorde de longevidade para um primeiro-ministro japonês.

A sua partida pode significar o fim de uma era invulgar de estabilidade durante a qual o líder nipónico estreitou laços com o presidente norte-americano, Donald Trump, mesmo quando o ultra nacionalismo de Abe irritou as Coreias e a China.

Durante a sua liderança, Abe tentou retomar o crescimento económico do país, impulsionar o perfil do Japão no mercado internacional e reforçar a defesa.