EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Em "Padrenostro", Claudio Noce acerta contas com a infância

Em "Padrenostro", Claudio Noce acerta contas com a infância
Direitos de autor Joel C Ryan/Joel C Ryan/Invision/AP
Direitos de autor Joel C Ryan/Joel C Ryan/Invision/AP
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O filme lembra a infância do realizador como filho de um homem ameaçado pelo terrorismo.

PUBLICIDADE

O cinema italiano voltou à passadeira vermelha do festival de Veneza. Mesmo com os cuidados redobrados e com uma edição diferente das anteriores, adaptada à pandemia, as estrelas não param de desfilar para os fotógrafos. Assim aconteceu com os atores e com o realizador de "Padrenostro". Trata-se de um filme autobiográfico de Claudio Noce, o terceiro do realizador. Pierfrancesco Favino tem o papel principal.

O filme, candidato ao Leão de Ouro, é passado nos anos 70 e centra-se na figura de Valerio, uma criança de 10 anos interpretada por Mattia Garaci. O rapaz encontra emChristian, um amigo imaginário, o remédio para a solidão ditada pelo isolamento devido às ameaças de um grupo terrorista contra o pai.

A história baseia-se na infância do próprio realizador, cujo pai, vice-diretor da polícia de Roma, foi alvo de um atentado nesta época, conhecida em Itália como "os anos de chumbo".

Vision Distribution
Cartaz do filmeVision Distribution
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia italiana detém alegado membro ativo do Estado Islâmico em Roma

Itália reforça medidas de segurança no fim de semana de Páscoa

O grego que vai de Leão à caça do Óscar num ano de greves em Hollywood