Última hora
This content is not available in your region

Manifestação em Minsk junta 100 mil pessoas

euronews_icons_loading
Manifestação em Minsk junta 100 mil pessoas
Direitos de autor  Taccjana Zenkovics/MTI/MTVA
Tamanho do texto Aa Aa

Com buzinas, cânticos e palavras de ordem, a oposição bielorrussa fez-se ouvir mais uma vez nas ruas de Minsk. Apesar do forte dispositivo policial, que não hesitou em usar a força várias vezes, foram cerca de 100 mil pessoas a desfilar, segundo a organização de direitos humanos Viasna.

Diz Vitalij, um dos participantes na manifestação: "Nada pode parar os protestos e o povo irá até ao fim para defender os seus direitos".

Uma outra participante nas manifestações diz que não há justiça no país, que é governado pela violência e por um homem, Alexander Lukashenko, que tomou o poder".

Depois dos protestos, homens com bastões foram vistos e filmados a atacar vários manifestantes.

Manifestantes atiram-se ao rio para fugirem à carga policial (tut.by)
Polícias e homens à paisana atacam manifestantes com bastões (tut.by)

Cerca de 250 pessoas foram detidas em todo o país, só nestas últimas manifestações, que varreram todo o país e juntaram pessoas como Maria Kolesnikova, uma das figuras da oposição.

A Bielorrússia entra na quinta semana consecutiva de protestos, depois da reeleição de Lukashenko para um sexo mandato. Lukashenko exerce o poder na Bielorrússia, de forma ininterrupta, desde 1994.