Última hora
This content is not available in your region

Covid-19 obriga ao fecho de várias escolas na Hungria

euronews_icons_loading
Covid-19 obriga ao fecho de várias escolas na Hungria
Direitos de autor  أ ب
Tamanho do texto Aa Aa

O ano escolar começou há apenas uma semana na Hungria e pelo menos 15 escolas e jardins-de-infância tiveram de voltar a fechar devido à epidemia de coronavírus.

Um dos casos mais preocupantes aconteceu em Tótkomlós, no sul do país. Um trabalhador de um jardim-de-infância infetou pelo menos 4 pessoas e o Presidente da Câmara, Zoltán Zsura, ordenou o encerramento de todos os estabelecimentos de ensino.

"Todos os professores da escola reuniram-se com os infetados, pelo que todas as instituições tiveram de ser encerradas", justificou Zsura.

A escola primária e jardim-de-infância de Balatonfüred interrompeu as aulas até esta quarta-feira, depois de um professor ter dado positivo à Covid-19. Na Escola Primária número I de Budaörs, o ensino presencial foi interrompido por agora e voltou-se às aulas à distância através da internet.

No popular liceu Dániel Berzsenyi, em Budapeste, os alunos do 9º ano não puderam começar o ano letivo, porque pelo menos vinte deles foram infetados com o coronavírus no campo de caloiros. Além disso, os pais que entrevistámos queixaram-se de que tiveram de pagar do próprio bolso os testes à Covid-19.