EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Covid-19 obriga ao fecho de várias escolas na Hungria

Covid-19 obriga ao fecho de várias escolas na Hungria
Direitos de autor أ ب
Direitos de autor أ ب
De  Zoltan Siposhegyi com Ricardo Borges de Carvalho
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ano letivo começou há uma semana, mas pelo menos 15 escolas e jardins-de-infância já tiveram de encerrar devido a casos positivos de coronavírus

PUBLICIDADE

O ano escolar começou há apenas uma semana na Hungria e pelo menos 15 escolas e jardins-de-infância tiveram de voltar a fechar devido à epidemia de coronavírus.

Um dos casos mais preocupantes aconteceu em Tótkomlós, no sul do país. Um trabalhador de um jardim-de-infância infetou pelo menos 4 pessoas e o Presidente da Câmara, Zoltán Zsura, ordenou o encerramento de todos os estabelecimentos de ensino.

"Todos os professores da escola reuniram-se com os infetados, pelo que todas as instituições tiveram de ser encerradas", justificou Zsura.

A escola primária e jardim-de-infância de Balatonfüred interrompeu as aulas até esta quarta-feira, depois de um professor ter dado positivo à Covid-19. Na Escola Primária número I de Budaörs, o ensino presencial foi interrompido por agora e voltou-se às aulas à distância através da internet.

No popular liceu Dániel Berzsenyi, em Budapeste, os alunos do 9º ano não puderam começar o ano letivo, porque pelo menos vinte deles foram infetados com o coronavírus no campo de caloiros. Além disso, os pais que entrevistámos queixaram-se de que tiveram de pagar do próprio bolso os testes à Covid-19.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comissão Europeia critica Hungria por encerrar fronteiras

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán