EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Israel entra no segundo confinamento sob protestos

Israel entra no segundo confinamento sob protestos
Direitos de autor JACK GUEZ/AFP or licensors
Direitos de autor JACK GUEZ/AFP or licensors
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu diz não ter tido alternativa

PUBLICIDADE

Centenas de pessoas protestaram contra o novo confinamento antipandemia que começa esta sexta-feira, em Israel.

O primeiro-ministro do país admitiu que as restrições são necessárias e que podem vir a ser mais apertadas nas próximas semanas caso o número de novos contágios não pare de crescer.

Benjamin Netanyahu diz "não ter alternativa" em relação ao segundo confinamento que entra agora em vigor. O primeiro-ministro do país referiu o caso da Austrália como um exemplo de como a quarentena deu resultado e disse acreditar que "os restantes países que lutam contra a covid-19 vão ter que seguir as mesmas medidas".

A partir desta sexta-feira, vários negócios fecham portas e grande parte da população fica em casa, de quarentena. Medidas que já tinham sido aplicadas na primavera para conter o o novo coronavírus.

Desde o início do surto, morreram em Israel 1.163 pessoas infetadas com covid-19 e foram registados 172 mil positivos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israelitas pedem demissão de Benjamin Netanyahu

Manifestantes nas ruas de Israel exigem demissão de Netanyahu

ONU avisa que sistema de saúde de Gaza "está de rastos" e suspende entregas de ajuda em Rafah