EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Itália decide em referendo um corte no número de deputados

Itália decide em referendo um corte no número de deputados
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

País tem atualmente 951 parlamentares eleitos, um número só superado pelo Reino Unido na Europa

PUBLICIDADE

O acesso aos corredores do poder pode ficar limitado em Itália caso a reforma constitucional seja aprovada no referendo deste fim de semana. Em causa está uma redução no número de parlamentares, que é atualmente um dos mais altos da Europa. Têm 951 representantes no Parlamento entre Senado (321) e Câmara dos Deputados (630), só o Reino Unido tem um número superior.

O corte é defendido pelo Movimento 5 Estrelas e até já foi aprovado pelos próprios deputados. Falta o sim da população, Luigi di Maio incentiva as pessoas a votar, "em particular os jovens" uma vez que "são eles que arriscam ficar os próximos 40 ou 50 anos com mil parlamentares".

Os defensores dizem que o corte, que afetaria 115 senadores e 230 deputados, permitiria poupar cem milhões de euros por ano, mas os opositores asseguram que esse não passa de um raciocínio populista que pode colocar em causa a representatividade.

Simone Baldelli, do Forza Italia, considera que a iniciativa mostra que quando a "antipolítica está no poder provoca danos, gasta dinheiro e insulta o parlamento".

Para os especialistas, no entanto, a iniciativa não ataca a raiz do problema. Cristina Fasone, é Professora de direito público na universidade LUISS e refere que "o número de representantes eleitos não está ligado a uma reforma mais extensa do sistema bicameral, conhecido internacionalmente por ser disfuncional, uma vez que as duas câmaras do parlamento, câmara de deputados e Senado, têm exatamente a mesma função".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Italianos aprovam redução de deputados

Paris impõe estado de emergência na Nova Caledónia. Habitantes temem pela escassez de alimentos

Câmara de Itália rejeita moção de desconfiança contra Matteo Salvini e Daniela Santanchè