Última hora
This content is not available in your region

Sete pares perfeitos de queijos e vinhos biológicos de Espanha

Espanha é o país da UE com o maior número de hectares dedicados à agricultura biológica
Espanha é o país da UE com o maior número de hectares dedicados à agricultura biológica   -   Direitos de autor  Direitos de autor Fuentillezjos / Pixabay
Tamanho do texto Aa Aa

Com mais de 100 variedades, graças à diversidade climática e geográfica do país, os queijos espanhóis estão entre os melhores do mundo.

Espanha é, também, o país da União Europeia com o maior número de hectares dedicados à agricultura biológica, um setor que cresce ano após ano. Além de não utilizar produtos químicos, as explorações agrícolas biológicas do país utilizam técnicas tradicionais que visam respeitar a biodiversidade e o bem-estar animal.

"A agricultura biológica promove a diversidade de espécies e raças criadas no seu habitat natural. A alimentação baseia-se, principalmente, na flora selvagem da região, tendo o cuidado de fornecer ao gado alimentos cultivados seguindo os ciclos naturais", explica o queijeiro espanhol José Luis Martín.

Segundo Martín, o leite orgânico faz com que o queijo não só tenha um sabor superior, mas também um valor nutricional mais elevado.

"Não contêm quaisquer aditivos químicos sintéticos. As cascas não são tratadas e o sabor expressa-se em toda a sua plenitude com uma multiplicidade de aromas e nuances", diz Martín, que é, também, o proprietário de uma queijaria de renome em Madrid.

O crescimento da agricultura biológica em Espanha permitiu, também, o desenvolvimento de vinhos biológicos de elevada qualidade. De acordo com a associação Spanish Organic Wines, as vinhas biológicas representam 12,7% da área total de vinha no país.

A agência espanhola de exportação espera que a produção de vinho biológico aumente mais de 70% entre 2018 e 2023, de 361 milhões de garrafas para 613 milhões de garrafas, posicionando o país como o segundo maior produtor mundial de vinhos biológicos, depois da Itália.

Qava - José Luis Martín / Esther Pinuaga
Esquerda: José Luis Martín, queijeiro / Direita: Esther Pinuaga, presidente da Spanish Organic WinesQava - José Luis Martín / Esther Pinuaga

São muitos números impressionantes para a indústria, mas a análise mais importante continua a ser o teste de sabor.

Com a ajuda do especialista em queijos José Luis Martín e da especialista em vinhos Esther Pinuaga, presidente da Spanish Organic Wines e proprietária de uma adega, elaborámos uma lista de sete pares deliciosos de queijos e vinhos biológicos que representam os diversos sabores do país.

Aqui estão as suas recomendações.

1. Algendaret Nou & Corisca

Algendaret Nou / Bodegas Corisca
'Algendaret Nou, queso de leche cruda de vaca menorquina' / 'Corisca' AlbariñoAlgendaret Nou / Bodegas Corisca

O queijo: 'Algendaret Nou' de Mahón - Minorca

Este queijo, feito com leite de vaca cru, vem de Algendaret Nou, uma das primeiras quintas de Minorca a tornar-se biológica. É, também, uma das poucas a trabalhar com a vaca Minorca, que apesar de produzir menos leite do que a raça Frísia, fornece uma qualidade excecional de queijo.

O nosso especialista em queijos diz:"Tem um cheiro láctico acidificado de nata e manteiga. Notas de adega e cogumelos. Uma textura semidura: amanteigado e derretido no palato com um gosto residual de cogumelos selvagens, especiarias e nozes. Alta persistência na boca".

  • Faz parelha com: "Corisca" de Bodegas Corisca, Denominação de Origem Rías Baixas.

A nossa especialista em vinhos diz:"É um vinho branco orgânico, feito com uvas Alvarinho, caracterizado pelo seu sabor fresco, equilibrado e cheio de fruta, com um toque de maçã e um final longo e fresco".

2. Suerte Ampanera & Piedra Luenga

Suerte Ampanera / Bodegas Robles
'Suerte Ampanera, queso de cabra moho blanco' / 'Piedra LuengaSuerte Ampanera / Bodegas Robles
  • O queijo: 'Suerte Ampanera' de Colmenar Viejo - Madrid

Suerte Ampanera, um queijo de cabra de bolor branco, é a criação de dois irmãos que começaram em 1997 com um pequeno rebanho de cabras e alguns ovos orgânicos. Em 2011, ganham um prémio de "Melhor Queijo Espanhol", um reconhecimento dado pelo Ministério da Agricultura que os levou a passar de 100 para 1200 cabras.

O nosso especialista em queijos diz:"Uma textura semimole, muito cremosa quando no seu melhor. Acidez suave de iogurte e notas de creme doce sobre um aroma muito subtil e elegante de cabra. Sabor a nozes e cogumelos crus, se consumido com a casca".

  • Faz parelha com: "Piedra Luenga Oloroso" de Bodegas Robles, Denominação de Origem Montilla-Moriles.

A nossa especialista em vinhos diz:"É um vinho castanho-mogno biológico, muito potente e harmonioso, feito com uvas Pedro Ximenez e envelhecido durante seis anos em pipas de carvalho".

3. Mama Cabra Quesazo & El Galgo

Qava - José Luis Martín / Oliver Moragues
'Mama Cabra Quesazo' / 'El Galgo'Qava - José Luis Martín / Oliver Moragues
  • O queijo: 'Mama Cabra Quesazo' de Bodonal de la Sierra - Badajoz

Este queijo, feito com leite de cabra cru, vem da queijaria Mamá Cabra, que começou como um pequeno projeto na província baseado na agroecologia, respeito pelo ambiente e pelos animais.

Têm um pequeno rebanho de 150 cabras que pastam numa quinta certificada ecologicamente. Começaram a produção de queijo em 2015, utilizando apenas energias renováveis.

O nosso especialista em queijo diz:"Uma intensidade média e um cheiro animal limpo. Notas fúngicas e de terra húmida. Textura firme e semidura. Amanteigado no paladar com um sabor intenso e persistente. Frutado e láctico, com uma acidez muito elegante e bem integrada. Um travo picante e elegante com notas de nozes".

  • Faz parelha com: "El Galgo" de Oliver Moragues, Indicações Geográficas Protegidas "Vino de la Tierra" de Maiorca.

A nossa especialista em vinhos diz:"É um vinho tinto orgânico feito com uvas Callet que traz aromas fumados e balsâmicos, incrivelmente cremoso e elegante com taninos suaves no final e um longo e persistente final de boca".

4. La Faya & Be Bike

Quesos La Faya / Quaderna Vía
'Queso de oveja churra La Faya' / 'Be Bike'Quesos La Faya / Quaderna Vía
  • O queijo: 'La Faya' de Fariza de Sayago - Samora

Produzido com leite cru de ovelhas da raça Churra, esta variedade é produzida por Quesos La Faya, uma quinta familiar no Parque Natural Arribes del Duero que existe desde os anos 80, do século passado. Em 2000, passou para a agricultura biológica e foi a primeira a obter esta certificação em Castela e Leão.

As ovelhas movimentam-se livremente nas montanhas, sem qualquer cerca, mas com um sistema GPS que permite à família localizá-las.

O nosso especialista em queijo diz:"Um cheiro elegante e frutado, notas de adega e cogumelos da floresta. Textura semidura, muito amanteigado no paladar. Tem um sabor equilibrado, com uma acidez muito elegante. Dicas de lã limpa e azeitonas maduras. Sabor a nozes sobre uma base picante. Casca comestível".

  • Faz parelha com: "Be Bike" da Quaderna Via, Denominação de Origem Navarra.

A nossa especialista em vinhos diz:"É um vinho orgânico frutado feito com uvas Grenache Tinta, com aromas de cerejas, framboesas, morangos e até mesmo toques de alfazema, taninos delicados e um final muito doce".

5. Fuentillezjos & La Servil

Pedro Galvez Castillero/ Finca Fuentillezjos
'Fuentillezjos, queso manchego curado'Pedro Galvez Castillero/ Finca Fuentillezjos
  • O queijo: 'Fuentillezjos' de Poblete - Cidade Real

Este queijo, feito com leite cru de ovelhas da raça Manchega, é produzido pela Finca Fuentillezjos, uma quinta que cria este tipo de ovelhas de uma forma tradicional e ecológica, há mais de meio século.

Foi a primeira exploração pecuária biológica na província de Cidade Real e o primeiro queijo D.O.P (Denominação de Origem Protegida) Manchego, do mundo, a obter a certificação biológica.

O nosso especialista em queijo diz:"Um cheiro limpo e agradável, notas lácticas e frutadas. Uma textura fina com uma sensação ligeiramente gordurosa e amanteigada no paladar. Acidez elegante e notas frutadas de ananás. Aromas de lã limpa, nozes e um travo picante, com elevada persistência na boca".

  • Faz parelha com: "La Servil" de Viña Cerrón, Denominação de Origem Jumilla.

A nossa especialista em vinhos diz:"É um vinho tinto orgânico feito com uvas Monastrell, proveniente de duas parcelas em altura".

6. Montes de Alcalá & Pinuaga Rosé

Quesería El Gazul / Bodegas Pinuaga
'Montes de Alcalá, queso de cabra curado en manteca ibérica' / 'Pinuaga Rosé'Quesería El Gazul / Bodegas Pinuaga
  • O queijo: 'Montes de Alcalá' de Alcalá de los Gazules - Cádis

Este queijo é feito com leite de cabra pasteurizado e curado em manteiga ibérica. É produzido pela El Gazul, localizada no Parque Natural Los Alcornocales. A quinta começou a fazer queijo com cabras Payoya, em 2002, e tornou-se biológica em 2008 quando lançou o queijo 'Montes de Alcalá', que ganhou vários prémios.

O nosso especialista em queijo diz:"Um cheiro a leite de cabra limpo, couro e adega. A textura é dura, firme, compacta e ligeiramente friável, com cristais que denotam a sua maturação. Tem um sabor ligeiramente ácido, que é desenvolvido e persistente, com um aroma animal de celeiros limpos, couro e um picante muito atrativo".

  • Faz parelha com: "Pinuaga Rosé" de Bodegas Pinuaga, Indicações Geográficas Protegidas "Vino de la Tierra" de Castela.

A nossa especialista em vinhos diz:"É um vinho rosé feito com uvas Aragonez e Grenache, com aromas de frutos vermelhos da floresta como framboesa, morango e groselha, e um longo final de boca".

7. Son Jover & Le Bosc

Formatges Son Jover / Can Suriol
'Son Jover curado de oveja roja mallorquina' / 'El Bosque'Formatges Son Jover / Can Suriol
  • O queijo: 'Son Jover' do Inca - Maiorca

Este queijo, feito com leite de ovelha cru, é produzido por Formatges Son Jover, uma empresa familiar que produz queijo, iogurte e queijo cottage de forma orgânica, há mais de 15 anos.

O leite é extraído de 300 ovelhas encarnadas maiorquinas, uma raça autóctone de baixa produção, mas de alta qualidade.

O nosso especialista em queijo diz:"Um cheiro a adega e mofo com sugestões de lã limpa, erva e nozes. Uma textura semidura, amanteigado no paladar e uma ligeira sensação de gordura que se dissolve bem na boca. Uma acidez elegante e notas frutadas de ananás com uma ligeira doçura. Um travo picante e de nozes com uma elevada persistência na boca".

  • Faz parelha com: "Le Bosc" de Can Suriol, Denominação de Origem Penedés e CAVA.

A nossa especialista em vinhos diz:"É uma Cava Brut Nature feita com uvas Xarel-lo e elaborada em pipas de castanheiro que o tornam cremoso e intenso".