Última hora
This content is not available in your region

Bandeiras a meia haste nos EUA pela morte de Ruth Bader Ginsburg

euronews_icons_loading
People gather at the Supreme Court Friday, Sept. 18, 2020, in Washington, after the death of the Supreme Court Justice judge Ruth Bader Ginsburg
People gather at the Supreme Court Friday, Sept. 18, 2020, in Washington, after the death of the Supreme Court Justice judge Ruth Bader Ginsburg   -   Direitos de autor  Alex Brandon/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Bandeira a meia haste na Casa Branca e muitos norte-americanos tristes pela morte de Ruth Bader Ginsburg (RBG).

A escadaria do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, em Washington, foi o local de peregrinação de quem quis homenagear a vida e o trabalho da juíza.

Alguns consideram RBG, como era conhecida, uma heroína.

Ginsburg era a líder da chamada ala progressista do Supremo Tribunal de Justiça dos EUA, empenhando-se na defesa dos direitos das mulheres e das minorias.

A sua morte poderá alterar o equilíbrio da instituição em benefício da ala mais conservadora.

O cargo de juiz do Supremo Tribunal de Justiça é vitalício e só pode ser nomeado pelo Presidente dos Estados Unidos. Ainda em vida, RBG desejou que fosse o próximo Presidente a escolher o seu sucessor na instituição, mas o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, já fez saber que pretende que a vaga seja ocupada antes das eleições presidenciais de novembro.