EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Situação "inaceitável" em Nagorno-Karabah

Situação "inaceitável" em Nagorno-Karabah
Direitos de autor AP-Barda shelling
Direitos de autor AP-Barda shelling
De  Teresa Bizarro com Agências
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

França, EUA e Rússia pedem cessar-fogo imediato e sem condições

PUBLICIDADE

"Uma ameaça inaceitável" para a estabilidade da região. Rússia, Estados Unidos e França afinam pelo mesmo diapasão na resposta à escalada do conflito entre a Arménia e o Azerbaijão em Nagorno-Karabah.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros dos três países emitiram um comunicado conjunto onde se apela a um cessar fogo imediato e sem condições.

O conflito entre arménios e azeris subiu de tom nas últimas semanas, com combates a voltarem ao terreno a 27 de setembro. 

euronews
As conversações de paz para Nagorno-Karabah decorrem desde 1994euronews

O enclave de Nagorno-Karabakh é oficialmente parte do Azerbaijão, mas é governado na prática por arménios.

É assim desde 1988. Há 26 anos, com o fim da guerra no território, iniciaram-se negociações entre Baku e Erevan para encontrar uma soução.

Conversações de paz mediadas pelo chamado grupo de Minsk, criado no âmbito da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa.

Os combates dos últimos dias são classificados como os mais agressivos de sempre. A Arménia acusa o Azerbaijão de disparar mísseis contra a principal cidade do enclave; Na resposta, o ministro azeri da Defesa acusa os arménios de entrincheirarem várias cidades. Ambas as partes declaram a destruição de alvos civis.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turquia apela a apoio internacional ao Azerbaijão

Azerbaijão em destroços mostra efeitos da guerra

Guerra aberta em Nagorno-Karabakh