This content is not available in your region

Os desafios da energia nas Cíclades

De  Aurora Velez
euronews_icons_loading
Os desafios da energia nas Cíclades
Direitos de autor  euronews

Cíclades significa círculo em grego. Estas ilhas já não estão sozinhas, mas interligadas em termos de eletricidade. É um projeto a longo prazo que nos é explicado por Ioannis Margaris, da operadora responsável pelo projeto, a IPTO, que nos conta quais os desafios e quais os objetivos futuros:

"Este projeto está a ajudar o país a cumprir os objetivos em matéria de alterações climáticas. Refiro-me às limitações dos gases com efeito de estufa, uma vez que as unidades de produção autónoma vão deixar de funcionar. Estas centrais produzem combustíveis que contribuem para a poluição e para as alterações climáticas.

O facto de este projeto estar a ser concluído durante a pandemia de COVID-19, colocou-nos o risco de um possível atraso. No entanto, em cooperação com as empresas envolvidas, conseguimos assegurar que não haveria qualquer atraso. Conseguimos concluir o projeto com êxito, apesar da insegurança que prevalece e das restrições aos movimentos de pessoal, tanto dentro como fora do país.

No futuro, mais ilhas das Cíclades estarão interligadas. Refiro-me a Santorini, Folegandros, Milos e Serifos. É o que chamamos a 4ª fase da interligação das Cíclades, que estará concluída em 2023-2024 e tem um custo de cerca de 380 milhões de euros".