EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Europa endurece luta contra Covid-19

Angela Merkel
Angela Merkel Direitos de autor Stefanie Loos/AP
Direitos de autor Stefanie Loos/AP
De  Ricardo Figueira
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Portugal e Alemanha registam novos recordes diários de contágios; França institui recolhimento obrigatóirio em nove metrópoles.

Novo recorde na Alemanha

PUBLICIDADE

A Alemanha registou um recorde de casos diários confirmados de coronavírus, esta quinta-feira, ao registar mais 6,638 contágios, elevando o total de infeções para as 341,223. No dia anterior registaram-se 5,132 casos. Os dados foram publicados pelo Instituto Robert Koch.

O anterior recorde de contágios diários datava de 28 de março quando foram anunciados 6294 casos. No país, tido como exemplo no combate à Covid-19, foram também registados mais 33 óbitos elevando o total para os 9710.

Esta segunda onda da epidemia levou o governo a adotar novas medidas, mais rígidas. A chanceler Angela Merkel diz que "o mais importante é que todos façam o seu papel nesta fase crítica e crucial e por isso pede a todos os cidadãos que respeitem as regras, pois render-se ao vírus está fora de questão".

Recolher obrigatório em França

As novas regras incluem o fecho de bares e restaurantes em zonas de risco elevado e limitar os ajuntamentos privados a dez pessoas de, no máximo, duas famílias. Em França, o governo quer também limitar os ajuntamentos, mas vai ainda mais longe: O presidente Emmanuel Macron anunciou um recolher obrigatório na Grande Paris e na área de oito outras cidades (Lille, Grenoble, Lyon, Aix/Marselha, Montpellier, Rouen, Toulouse e Saint-Etienne) entre as 21h e as 6h.

Macron explica que "não se trata de uma interdição de circular nestes horários, mas de uma rígida limitação às deslocações por bons motivos. A partir das 21 horas, deixa de ser possível ir ao restaurante, a casa dos amigos ou divertir-se, porque é nessas situações que acontece a maioria dos contágios".

A partir das 21 horas, deixa de ser possível ir ao restaurante, a casa dos amigos ou divertir-se, porque é nessas situações que acontece a maioria dos contágios
Emmanuel Macron
Presidente de França

Portugal: Estado de calamidade

Em Portugal, o governo voltou a instaurar o Estado de Calamidade, depois de ter registado, pela primeira vez, mais de dois mil novos casos. Ficam proibidos os ajuntamentos de mais de cinco pessoas nos locais públicos e de mais de 50 em eventos familiares... Mais polémica é a proposta de lei que o governo entregou na Assembleia e pretende tornar obrigatória a instalação da aplicação StayAway Covid por quem tenha um smartphone compatível, com multas que podem ir até aos 500 euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder da independência da Nova Caledónia comparece em tribunal devido aos tumultos

Inteligência Artificial ajuda a identificar cancro de origem desconhecida

Macron pede que antissemitismo seja discutido nas escolas após violação de uma jovem judia