Última hora
This content is not available in your region

Sinkevičius: "Pandemia ajuda a perceber crise ambiental"

euronews_icons_loading
Sinkevičius: "Pandemia ajuda a perceber crise ambiental"
Direitos de autor  Matt Dunham/AP
Tamanho do texto Aa Aa

2020 deveria ser o ano em que o combate às alterações climáticas estaria no topo da agenda política da União Europeia. A pandemia de Covid-19 obrigou a rever prioridades, mas criou novas oportunidades, considera Virginijus Sinkevičius, comissário europeu para o Ambiente, em entrevista à euronews.

"O ano de 2020 era para ser o grande ano da natureza, mas muito do que estava previsto não foi anulado, apenas adiado para o próximo ano. Iremos retomar as políticas a partir de uma posição profundamente diferente. Em primeiro lugar, porque a crise permitiu aprofundar o conhecimento sobre a efetiva dependência do mundo natural. A pandemia permite aumentar o conhecimento sobre a ligação entre a exploração insustentável da natureza e o risco de propagação de doenças infeciosas", disse o comissário ao jornalista Darren McCaffrey.

Darren McCaffrey/euronews: Em 2020 houve um aumento explosivo do uso de plásticos depois de termos passado a última década a tentar acabar com produtos de plásticos de uso único.

Virginijus Sinkevičius/comissário europeu para o Ambiente: Penso que devemos usar esta crise como uma oportunidade para fazer melhor as coisas. Há um aumento temporário do uso de máscara e luvas descartáveis, etc, mas deveremos deixar de o fazer em breve e regressar aos valores anteriores, tentando encontrar maneiras de diminuir o uso de plásticos”.

Darren McCaffrey/euronews: “Alguns grupos ambientalistas falam de uma certa propaganda ecológica, na medida em as metas ambientais europeias podem ser atingidas através da exportação das emissões poluentes para outras partes do mundo. Pode garantir que a União Europeia não vai envolver-se na nessa propaganda ecológica?

euronews
Comissário Europeu para o Ambiente, Oceanos e Pescaseuronews

Virginijus Sinkevičius/comissário europeu para o Ambiente: O Pacto Ecológico Europeu é, na verdade, um exemplo único de política conjunta. Em vez de abordar a questão das alterações climáticas apenas com leis sobre poluição e medidas setoriais muito direcionadas, pretende-se encontrar soluções que funcionem em muitas frentes diferentes e em vários setores, de forma horizontal. Queremos restaurar o equilíbrio entre as pessoas e o planeta, criar empregos e crescimento substanciais e tornar essa transição justa e inclusiva para todos e, claro, isso exige muito esforço e mudanças em muitos setores.

Darren McCaffrey/euronews: O que fez nos últimos anos para ter um melhor comportamento em termos ecológicos? Como é que a sua vida mudou?

Virginijus Sinkevičius/comissário europeu para o Ambiente: Em primeiro lugar, começo sempre pela minha família. A título de exemplo, posso dizer que não utilizamos máscaras que não sejam reutilizáveis. Tentamos não usar plásticos descartáveis, foi algo que deixou de entrar em nossa casa há muitos anos. Quando os meus filhos vêem alguém a usar uma palhinha dizem: "Onde é que a terão arranjado, devia ser banido, não é?"