Última hora
This content is not available in your region

Encenou uma crucificação e acabou detido

euronews_icons_loading
Moscovo
Moscovo   -   Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal russo deteve um ativista político por encenar a crucificação de Cristo perto da sede dos Serviços Secretos (FSB) em Moscovo.

Na quinta-feira à noite, colegas ativistas amarraram Pavel Krisevich a uma cruz e acenderam uma fogueira para onde atiraram material de casos criminais.

As imagens e a informação sobre esta ação, que tinha com objetivo alertar para a pressão sobre ativistas políticos, foi divulgada na internet.

Krisevich foi detido na quinta-feira à noite. Nesta sexta-feira, o tribunal distrital de Tverskoi ordenou a prisão do ativista, durante 15 dias, por ter resistido à polícia.

Os artistas russos que realizam este tipo de ações políticas enfrentam, normalmente, 15 dias de prisão. Mas, dependendo da forma como as suas ações são interpretadas, podem enfrentar sentenças mais duras.