Última hora
This content is not available in your region

Eta deixa rasto de destruição na América Central

euronews_icons_loading
Eta deixa rasto de destruição na América Central
Direitos de autor  Delmer Martinez/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A tempestade tropical Eta deixou um rasto de morte e destruição na América Central. A magnitude da tragédia ainda está a ser contabilizada, mas já há registo de 200 mortos e desaparecidos em sete países distintos, a maioria dos quais na Guatemala. Há milhares de pessoas afetadas.

A intempérie chegou à região na passada terça-feira ainda classificada como um furacão e, apesar de ter perdido intensidade, destruiu tudo pelo caminho. Na Guatemala, Honduras, Panamá, El Salvador e outros países da região, que já conduziam uma difícil batalha contra o coronavírus, a tempestade provocou danos incalculáveis, com enormes inundações, deslizamentos de terras e a destruição de redes elétricas, estradas e zonas agrícolas.

Vários países afetados fizeram um apelo à assistência internacional, requisitando ajuda humanitária e financeira para que centenas de milhares de pessoas afetadas possam regressar o mais rápido possível à normalidade.