"Ofensiva final" iminente em Tigray

"Ofensiva final" iminente em Tigray
Direitos de autor Marwan Ali/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro da etiópia alertou para uma possível "ofensiva final", findo o prazo de três dias para rendição.

PUBLICIDADE

Uma "ofensiva final" do governo da Etiópia contra os rebeldes da região de Tigray. O primeiro-ministro etíope, Abiy Ahmed, anunciou para breve a possibilidade de uma "ofensiva final" contra as forças rebeldes, ao finalizar o prazo de três dias dado para a rendição.

Em quase duas semanas de conflito, centenas de pessoas já morreram incluindo civis. A guerra está a provocar milhares de refugiados e já empurrou cerca de 34 mil etíopes para o Sudão. O ACNUR, Agência das Nações Unidas para os Refugiados, alertou para uma crise humanitária em grande escala no horizonte.

"Este é um influxo jamais visto nas ultimas duas décadas nesta região do Sudão. Mulheres, homens, crianças tem cruzado a fronteira a um ritmo de 4 mil indivíduos por dia desde 10 de novembro, o que está a sobrecarregar a capacidade de resposta no terreno", referiu Babar Baloch, porta-voz do ACNUR.

A Agência das ONU sublinhou existirem carências de todo o tipo e fez um apelo à ajuda internacional, sublinhando que o conflito afeta também quase 100.000 refugiados eritreus na região que dependem também da ajuda humanitária para sobreviver

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Amnistia Internacional denuncia massacre na Etiópia

Primeiro-ministro da Etiópia recebe Prémio Nobel da Paz

Mais de 10 milhões de crianças foram obrigadas a abandonar as suas casas em 2023