Última hora
This content is not available in your region

Pompeo indigna palestinianos com visita a colonato

euronews_icons_loading
Pompeo indigna palestinianos com visita a colonato
Direitos de autor  Patrick Semansky/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

"Provocação" e "desafio ao direito internacional": Hamas e Autoridade Palestiniana condenaram vivamente a visita do secretário de Estado norte-americano a um colonato israelita na Cisjordânia.

Ao lado de Benjamin Netanyahu, Mike Pompeo confirmou o apoio da administração Trump a Israel:

"Durante muito tempo o Departamento de Estado assumiu uma visão errada dos colonatos, que não reconhecia a história deste lugar especial. Agora, o Departamento de Estado dos Estados Unidos apoia fortemente o reconhecimento de que os colonatos podem ser feitos de forma legal, apropriada e adequada."

Pompeo tornou-se no primeiro secretário de Estado norte-americano a visitar um colonato na Cisjordância ocupada.

Uma deslocação que indignou também profundamente palestinianos com dupla nacionalidade norte-americana, que o acusaram de "legitimar a ocupação".

Estou muito zangado e desiludido. Penso que Pompeo está a cometer um crime contra a lei internacional e contra todos os valores e emendas da Constituição dos Estados Unidos.
Mounif Traish
palestiniano com dupla nacionalidade norte-americana

Pompeo visitou, longe dos olhos da imprensa, uma exploração de vinho no colonato judaico de Psagot, ao mesmo tempo que o Departamento de Estado anunciava que os produtos provenientes dessas implantações com destino ao estrangeiro passariam a poder ser etiquetados como "feitos em Israel".