Última hora
This content is not available in your region

Portugal e Alemanha confiantes nas relações com Biden

euronews_icons_loading
Augusto Santos Silva no Fórum de Berlim
Augusto Santos Silva no Fórum de Berlim   -   Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura em que Joe Biden pode começar a trabalhar no gabinete de transição e apresentou vários elementos da futura equipa, incluindo no que toca às relações externas, os líderes da Europa esperam que este seja o início de uma melhor fase nas relações entre os dois lados do Atlântico, depois dos anos Trump, marcados por atritos em várias áreas.

O chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, diz que nas relações Europa-Estados Unidos durante estes anos, não houve construção, mas apenas o que chama "gestão de danos".

"O mundo ocidental deixou de trabalhar em conjunto e isso fez com que outros, nomeadamente a Rússia e a China, tenham aproveitado para preencher esse vazio. Por isso, penso que temos agora uma oportunidade", disse Maas.

O mundo ocidental deixou de trabalhar em conjunto e isso fez com que outros, nomeadamente a Rússia e a China, tenham aproveitado para preencher esse vazio.
Heiko Maas
Chefe da diplomacia alemã

As declarações foram feitas no Fórum de Política Externa, em Berlim, em que participaram também os chefes da diplomacia dos dois países que sucederão à Alemanha na presidência rotativa da União Europeia: Anže Logar da Eslovénia e Augusto Santos Silva de Portugal.

Disse Santos Silva: "Os Estados Unidos sempre nos obrigaram a escolher: ou estamos com eles ou com a China. É claro que estamos com os Estados Unidos, mas não queremos ser um parceiro menor ou um mero seguidor".

Portugal vai estar a ocupar a presidência rotativa da União Europeia quando Joe Biden tomar posse em janeiro e terá assim um papel importante como interlocutor nos primeiros meses do mandato do próximo inquilino da Casa Branca. A Eslovénia ocupará a presidência rotativa durante o segundo semestre de 2021.

No Fórum de Berlim foram discutidos também os desafios para a Europa em tempo de pandemia.

Editor de vídeo • Ricardo Figueira