Biden alerta para a Covid e trump insiste na "fraude"

Biden alerta para a Covid e trump insiste na "fraude"
Direitos de autor Carolyn Kaster/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Discursos na véspera do dia de Ação de Graças revelam diferenças políticas dos rivais Trump e Biden.

PUBLICIDADE

Véspera do dia de ação de Graças, Joe Biden sublinha a devastação causada pela pandemia de coronavirus num discurso a nação. O presidente eleito fez um apelo à unidade dos americanos no desafio comum contra a Covid-19. Biden afirmou ter havido quase "um ano de batalha frente a um vírus que devastou, trouxe dor perda e frustração e custou inúmeras vidas.... 260 mil americanos e continua somar". O presidente eleito insistiu na ideia de quem apesar de se saber isso, "é preciso recordar que estão em guerra com o virus e não uns contra os outros".

Discurso na íntegra do Presidente eleito, Joe Biden

Entretanto, o Presidente Donald Trump pouco mencionou o vírus mas insistiu na mensagem das últimas semanas. As eleições foram falsas, ganhou com uma grande margem. Num evento na Pensilvânia, organizado por republicanos e a falar a partir da casa branca, Trump voltou a falar em fraude e apelou aos seguidores para que "não deixem acontecer no país deles e que o resultado tem que ser mudado porque venceram na Pensilvânia com uma grande vantagem e todos os chamados swing states".

Evento na Pensilvânia em que Trump de dirigiu a partir da Casa Branca

Com a nação a celebrar o Dia de Ação de Graças esta quinta-feira, há uma preocupação por parte das autoridades de saúde, a de que as grandes reuniões familiares esperadas para o feriado podem complicar ainda mais a situação.

O número de hospitalizações de covid-19 atingiu o recorde de 90 mil pessoas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Supremo rejeita ação para impugnar presidenciais norte-americanas

Trump admite ceder lugar na Casa Branca

Donald Trump excluído do boletim de voto no Illinois