Supremo rejeita ação para impugnar presidenciais norte-americanas

Supremo rejeita ação para impugnar presidenciais norte-americanas
Direitos de autor Evan Vucci/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ação apoiada por Trump é a segunda a ser rejeitada no espaço de uma semana e acontece antes do Colégio Eleitoral nomear o vencedor das eleições de 3 de novembro.

PUBLICIDADE

Terá sido o fim da linha para Donald Trump tentar impugnar as eleições presidenciais norte-americanas. O Supremo Tribunal dos Estados Unidos rejeitou uma ação do Texas contra os Estados da Geórgia, do Michigan, da Pensilvânia e do Wisconsin, apoiada pelo ainda presidente, para declarar o escrutínio de 3 de novembro como inválido devido a fraude. É a segunda rejeição no espaço de uma semana.

Donald Trump reagiu no Twitter ao afirmar que "o Supremo desapontou e que não tem sabedoria nem coragem".

Esta segunda-feira será conhecida a votação do Colégio Eleitoral, o último grande passo do processo das presidenciais norte-americanas, antes da tomada de posse do novo Presidente eleito, Joe Biden em janeiro.

Donald Trump afirmou que respeitaria a decisão do colégio eleitoral.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Administração Biden processa Texas por causa da lei do aborto

Colégio Eleitoral confirma vitória de Biden

Biden alerta para a Covid e trump insiste na "fraude"