Última hora
This content is not available in your region

Restrições abrandam no Natal

euronews_icons_loading
Restrições abrandam no Natal
Direitos de autor  Michael Probst/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Alemanha prolonga medidas de contenção da pandemia até 10 de janeiro. As restrições incluem o encerramento de restaurantes e espaços culturais. O anúncio foi feito pela chanceler alemã. Angela Merkel adianta que as regras sobre contactos sociais vão ser aliviadas entre 23 de dezembro e 1 de janeiro. Nessa altura, as reuniões privadas vão poder ter 10 pessoas no mesmo espaço em quase todo o território.Esta quarta-feira, a Alemanha voltou a registar mais de 20 mil novas infeções em 24 horas.

O dia em que a Rússia registou um novo recorde de mortes: 589 num só dia. O país dos Urais está há mais de um mês com um média diária de novos casos acima dos 20 mil. Vladimir Putin reclama para as cores russas a vitória na corrida para encontrar uma vacina e quer aplicar a a Sputnik V ao maior número de pessoas no mais curto espaço de tempo.

"Sei que mais de dois milhões de doses da primeira vacina registada contra a infeção pelo coronavírus, a Sputnik V, já foram ou vão ser disponibilizadas nos próximos dias. Dá-nos a oportunidade de começar uma vacinação, se não em massa, pelo menos em larga-escala. Começaremos, conforme foi acordado, por dois grupos de risco: médicos e professores," diz o presidente russo.

Ainda sem vacinas, a Áustria prepara-se para reabrir as escolas na próxima segunda-feira. O governo de Viena reconhece que o novo confinamento não travou ainda a progressão da doença, mas opta por reativar a economia. "Estamos a planear abrir a 7 de dezembro as portas de todas as lojas, cabeleireiros, museus e bibliotecas," anunciou o chanceler austríaco.

Espanha melhorou o combate à doença, mas politicamente só agora conseguiu entendimento sobre as medidas a aplicar no Natal. A maior novidade é a proibição de viagens entre regiões a não ser por questões familiares. Nas noites de Natal e passagem do ano, o número máximo de pessoas permitidas no mesmo espaço passa de seis a dez.