Kremlin acusado de estar por trás de envenenamento de Navalny

Kremlin acusado de estar por trás de envenenamento de Navalny
Direitos de autor Alexander Zemlianichenko/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved.
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Grupo de investigação Bellingcat revela que Navalny foi seguido pelas autoridades russas desde que anunciou a intenção de se candidatar contra Putin

PUBLICIDADE

Uma equipa de espiões russos envenenou Alexey Navalny em Agosto. Quem o afirma é o site de jornalismo de investigação Bellingcat, que garantiu que o líder da oposição russa começou a ser vigiado pelas autoridades depois de anunciar os planos para se candidatar contra Vladimir Putin nas presidenciais.

O grupo de investigadores revelou ainda que Navalny foi seguido em mais de trinta viagens e publicou a identificação dos três homens que o seguiram até Tomsk, onde foi envenenado.

Alexey Navalny já reagiu e mostrou estar perfeitamente a par da investigação:

"Sei quem me quis matar. Sei onde vivem e sei onde trabalham. Sei os seus nomes verdadeiros e sei os seus nomes falsos. Tenho fotografias deles."

No Kremlin, a resposta foi corrosiva e "notícias falsas" foi o comentário mais suave a respeito das notícias que vieram a público. Dmitry Peskov não poupou nas palavras.

Alexey Navalny foi envenenado durante uma viagem pela Sibéria. Foi levado para a Alemanha para ser submetido a tratamento, onde foi revelado que tinha no seu corpo vestígios de novichok, uma substância neurotóxica desenvolvida pela União Soviética.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aliada de Navalny detida pelas autoridades

Zelenskyy diz que 2024 vai ser "ano decisivo" para a Ucrânia. Macron reúne líderes europeus em Paris

Lisboa juntou-se a milhares de europeus no apoio à Ucrânia dois anos depois da invasão russa