EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Michael Rezendes: "Trump quer continuar a governar como um ditador"

Michael Rezendes em entrevista
Michael Rezendes em entrevista Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O jornalista da Associated Press, vencedor do Pulitzer, analisou para a Euronews a confirmação de Joe Biden pelo Colégio Eleitoral norte-americano.

PUBLICIDADE

Para nos ajudar a perceber melhor o processo de voto no Colégio Eleitoral dos EUA e o que podemos esperar até à tomada de posse de Joe Biden em janeiro, a Euronews falou com Michael Rezendes, jornalista vencedor do prémio Pulitzer.

Ricardo Figueira, Euronews: Depois desta confirmação de Joe Biden como próximo presidente dos Estados Unidos, com este voto do colégio eleitoral, vai Donald Trump finalmente aceitar a derrota nas eleições?

Michael Rezendes: Não, não acredito que ele vá aceitar a ideia de que perdeu as eleições. Mesmo se não há quaisquer provas de fraude em nenhum dos 50 Estados. Acredito que Donald Trump vai continuar a insistir que as eleições foram roubadas. Neste momento está a angariar milhões de dólares, que vai poder utilizar como quiser e continuar a dizer que lhe roubaram estas eleições. O que, obviamente, não é verdade.

O processo estará concluído quando o congresso contar os votos, o que acontece numa sessão no início de janeiro, presidida pelo vice-presidente Mike Pence. É possível que Pence ou outro membro do Congresso tente minar o processo e invalidar os resultados?

Infelizmente, sim. Há um grupo de congressistas que vai tentar invalidar os votos do colégio eleitoral, o que é permitido pela constituição norte-americana. Vai ser muito difícil levar esse processo avante, tem de haver um promotor tanto na Câmara dos Representantes como no Senado e ambas as câmaras têm de estar de acordo sobre os votos em determinado Estado não serem válidos. Isso, muito provavelmente, não vai acontecer, porque os democratas controlam a Câmara dos Representantes. Mesmo assim, o desafio vai ser feito. Como resultado, o processo vai ser atrasado e a integridade comprometida, o que é muito triste.

Há um grupo de congressistas que vai tentar invalidar os votos do colégio eleitoral.
Michael Rezendes
Jornalista Associated press

Alguma vez imaginou um presidente derrotado a querer minar o processo democrático e a recusar reconhecer uma derrota, como está a fazer Donald Trump?

Não, nunca pensei que isso fosse acontecer, nem durante a presidência de Trump. Nunca imaginei que ele se recusasse a reconhecer a derrota e tentasse continuar a governar os Estados Unidos como se fosse um ditador. Para mim, é inconcebível alguém desafiar resultados que foram comprovados pelas autoridades, tanto republicanas como democratas, por juízes apontados por republicanos e democratas e inclusive juízes nomeados pelo próprio Donald Trump.

Nunca imaginei que Donald Trump se recusasse a reconhecer a derrota e tentasse continuar a governar os Estados Unidos como se fosse um ditador.
Michael Rezendes
Jornalista Associated Press

Nome do jornalista • Ricardo Figueira

Editor de vídeo • Ricardo Figueira

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Colégio Eleitoral confirma vitória de Biden

Biden apoia o filho após condenação, mesmo sem indulto. "Estamos orgulhosos do homem que ele é hoje"

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal