Última hora
This content is not available in your region

Vaticano antecipa Missa de Natal para respeitar recolher obrigatório

euronews_icons_loading
Vaticano antecipa Missa de Natal para respeitar recolher obrigatório
Direitos de autor  Alessandra Tarantino/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Como em 2020 tudo se adapta à realidade das restrições, não se vão repetir as habituais imagens da Missa de Natal no Vaticano. A liturgia vai acontecer, mas será reduzida e antecipada. Na verdade, desde 2009 que a tradicional Missa do Galo não se celebra aqui à meia-noite, entre 24 e 25 de dezembro, mas sim às 21.30. Desta vez, será duas horas mais cedo.

"Do ponto de vista litúrgico, é uma missa que se celebra na noite da véspera de Natal. Há já alguns anos que a cerimónia decorre às nove e meia. Ou seja, não tem de se manter exatamente à meia-noite", diz-nos Vincenzo Corrado, da Conferência Episcopal Italiana.

Mas não foi anunciada uma norma geral. Cada padre, em cada paróquia, poderá decidir a melhor hora, em função das medidas restritivas.

"Cada pároco escolhe o seu horário. Mas grande parte das dioceses irá fazê-lo entre as 8.30 e as 9 da noite", explica Vincenzo Corrado.

Durante a Páscoa, o padre Franco Semenza celebrou a liturgia através do Facebook. Agora recorda a dura experiência da primeira vaga da epidemia.

"As missas tinham de ser realizadas à porta fechada. Eu transmitia-as online. Mas foi um momento muito difícil. É verdade que alterar as missas ou os horários pode provocar incómodos adicionais às pessoas. Mas é melhor isso do que cancelar tudo. Foi o que aconteceu na altura", conta-nos.

A jornalista Giorgia Orlandi salienta que o governo italiano decretou o recolher obrigatório às 10 da noite. Esta mudança horária da Missa de Natal destina-se, portanto, a deixar margem suficiente para que as pessoas tenham tempo de regressar a casa sem sobressaltos.

"Não vai mudar grande coisa. Basta organizarmo-nos, jantar antes ou depois da missa. O que importa é o lado religioso das celebrações", dizia-nos uma crente.

Nas últimas semanas, as audiências públicas do Papa Francisco foram canceladas, até porque se detetou um foco de infeções entre os Guardas Suíços. Ao que tudo indica, a benção Urbi et Orbi será feita, como de costume, na tarde do Dia de Natal a partir da varanda dos aposentos do Santo Padre, na Basílica de São Pedro.