Última hora
This content is not available in your region

Donald Trump veta orçamento para a defesa

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Donald Trump veta orçamento para a defesa
Direitos de autor  Alex Brandon/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O casal Trump foi de férias para a estância da família em Mar-o-Lago mas, antes, o presidente deixou o veto ao projeto de lei do orçamento da defesa, no valor de 740 mil milhões de dólares, aprovado pelo congresso.

Donald Trump opõe-se às disposições que limitam a retirada das tropas do Afeganistão e da Europa, afirmando que são inconstitucionais e contrárias à política externa da sua administração.

O veto foi imediatamente condenado por diversos membros do congresso. A presidente da câmara dos deputados, Nancy Pelosi, esvreveu no Twitter: " é um ato de espantosa imprudência que prejudica as nossas tropas, põe em perigo a nossa segurança e mina a vontade do Congresso".

Os orçamentos da defesa são, há seis décadas, aprovados por republicanos e democratas.

O diploma foi discutido e aprovado na câmara dos deputados enquanto Trump estava escondido na Casa Branca, a falar sobre a sua perda eleitoral e a escalar o seu impasse com os republicanos, enquanto emitia teorias fraudulentas de conspiração e tentava pressionar os congressistas a apoiar os seus esforços para inverter os resultados.

O projeto de lei prevê aumentos salariais de 3% para as tropas americanas e autoriza mais de 740 mil milhões de dólares em programas e construções militares.

Na terça-feira Trump ameaçou vetar também o pacote de 900 mil milhões de dólares de ajuda Covid, alegando que não vai suficientemente longe. O veto implicaria a impossibilidade de ajuda às famílias e empresas em grandes dificuldades por causa da pandemia.

Os dois diplomas têm apoio bipartidário na câmara. Com dois terços dos votos, os deputados poderão anular a rejeição do presidente.