Última hora
This content is not available in your region

Espanha faz ultimato de 72 horas ao Reino Unido

euronews_icons_loading
Espanha faz ultimato de 72 horas ao Reino Unido
Direitos de autor  AP Photo/Javier Fergo
Tamanho do texto Aa Aa

Espanha fez um ultimato ao Reino Unido: 72 horas para chegar a um acordo e evitar um Brexit duro em Gibraltar.

A ministra dos negócios estrangeiros, Arancha González Laya, insistiu que o governo espanhol está disposto a facilitar a livre circulação de pessoas na fronteira, mas alertou que se não houver acordo até 31 de dezembro à meia-noite, a colónia britânica será o único local em toda a União Europeia onde será imposto um Brexit duro, com as consequências que a medida acarreta.

Não há um plano B. Quer dizer, ou há um acordo entre o Reino Unido e Espanha ou uma fronteira externa da União Europeia. Não há um plano B.
Arancha González Laya
Ministra dos negócios estrangeiros

Gibraltar foi excluído do acordo pós-Brexit alcançado na semana passada entre A União Europeia e o Reino Unido, o que significa que o futuro do território depende das negociações em curso entre Madrid e Londres.

No caso de um Brexit duro, Espanha deve estabelecer controlos policiais, de higiene e segurança aos mais de 200 camiões que passam todos os dias e todos os cidadãos de Gibraltar, exceto os 15 mil trabalhadores transfronteiriços, precisariam de um visto no passaporte para atravessar.

Para além disso, deixariam de ter acesso à Segurança Social espanhola e ficariam de fora do espaço aéreo europeu.

Os municípios espanhóis vizinhos também sofreriam consequências já que a sua economia depende em grande parte das relações com Gibraltar. O principal obstáculo a um acordo parece ser o controlo de passageiros no porto e no aeroporto de Gibraltar. Espanha pretende que fique a cargo da agência europeia de fronteiras, Frontex, que reportará diretamente às autoridades espanholas.