Última hora
This content is not available in your region

Israelitas tomam segunda dose da vacina contra a Covid-19

De  euronews
euronews_icons_loading
Israelitas tomam segunda dose da vacina contra a Covid-19
Direitos de autor  Ariel Schalit/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Israel tem mais de mil pacientes Covid-19 hospitalizados em estado grave. Trata-se de um recorde, numa altura em que o país já administrou a primeira dose da vacina a 1,8 milhões de pessoas, cerca de um quinto da sua população. Este fim de semana começou a ser administrada a segunda dose.

O primeiro carregamento de vacinas da Moderna contra o novo coronavírus chegou esta quinta-feira a Israel e o Governo conseguiu um novo acordo com a Pfizer para receber vacinas suficientes nos próximos dois meses.

O Governo israelita garante que todas as pessoas com mais de 16 anos vão estar imunizados em finais de março.

"Dentro de dois ou três meses estaremos de volta à normalidade, à normalidade económica, social, cultural, à vida normal", disse Moshe Revach, presidente da Maccabi Health Organization, quando foi vacinado este domingo.

Com cerca de nove milhões de habitantes, Israel tem quase 70 mil casos ativos de Covid-19 e esta semana ultrapasou a barreira dos 8 mil contágios diários.