Última hora
This content is not available in your region

Trump entre o muro do México e o cerco a Pence

De  Euronews
euronews_icons_loading
Trump entre o muro do México e o cerco a Pence
Direitos de autor  Gerald Herbert/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O Congresso americano não aceitou a recusa de Mike Pence de invocar a 25ª Emenda e aprovou uma nova resolução para requerer ao vice-presidente que afaste Donald Trump do poder de uma vez por todas.

Foi um voto mais simbólico do que outra coisa, mas revelador do alento que está a ganhar a corrida ao novo processo de destituição de Trump, acusado de incitar à insurreição que tomou conta do Capitólio e fez cinco mortos. Precisamente com o argumento de travar os apelos à violência, o Youtube anunciou a suspensão temporária da conta do ainda presidente. E a justiça americana está a apertar o cerco.

"O nosso gabinete constituiu um grupo de procuradores especialistas em matéria de segurança nacional e corrupção. As instruções que dei foram de formularem as acusações de apelo à insurreição e conspiração, relativamente aos atos odiosos que tiveram lugar no Capitólio. São acusações que podem resultar em penas de prisão de até 20 anos", afirmou Michael Sherwin, procurador do Distrito de Columbia.

A 25ª Emenda não tem qualquer risco para mim, mas vai assombrar Joe Biden e a sua administração. Como se costuma dizer: 'cuidado com o que desejas'. O embuste do impeachment é o seguimento de uma das maiores caça às bruxas na história do nosso país.
Donald Trump
Presidente dos EUA

Nada que pareça perturbar Trump que, progressivamente expulso das redes sociais, fez a primeira aparição pública desde os incidentes em Washington junto ao famoso muro com o México. Uma barreira que o México acabou por não pagar e que ficou em menos de metade dos 1600 quilómetros prometidos.

"Antes de começarmos, queria dizer que a liberdade de expressão está a ser atacada como nunca o foi antes. A 25ª Emenda não tem qualquer risco para mim, mas vai assombrar Joe Biden e a sua administração. Como se costuma dizer: 'cuidado com o que desejas'. O embuste do impeachment é o seguimento de uma das maiores caça às bruxas na história do nosso país. E está a provocar muita raiva, divisões e dor, o que é perigoso para os Estados Unidos neste período tão delicado", declarou.

A caminho da tomada de posse de Joe Biden, a 20 de janeiro, Washington mobiliza contingentes da Guarda Nacional. O FBI alerta para a organização de protestos armados pró-Trump na capital e em várias cidades do país.