Última hora
This content is not available in your region

Uma mensagem de inclusão. Falta um ano para os "Special Olympics"

euronews_icons_loading
Uma mensagem de inclusão. Falta um ano para os "Special Olympics"
Direitos de autor  KARIM SAHIB/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

A um ano do início das Olimpíadas Especiais dos Jogos Mundiais de Inverno em Kazan, sérias dúvidas permanecem sobre a conveniência de realizar este grande evento desportivo na Rússia, um país que atualmente cumpre severa sanção pelo escândalo estadual de doping.

Mais de 2.000 atletas com deficiência intelectual de uma centena de países vão participar nestes Jogos Olímpicos Especiais, que têm entre os seus conselhos de administração a famosa modelo e atriz Natalia Vodianova, com quem o Euronews pode falar sobre este grande evento desportivo.

"Como país, sentimo-nos preparados para enviar a melhor mensagem possível de inclusão", explicou Vodianova, "e como a Special Olympics International não é signatária do Código Mundial Antidoping, estávamos em uma boa posição para vir à Rússia com esses jogos."

Uma causa pessoal

Vodianova também garantiu ao nosso jornalista Andrew Robini que acredita firmemente "na grande transformação. A Rússia é geralmente uma das maiores, senão a maior equipa a participar dos Jogos. No momento, temos 64 regiões do país a participar das Olimpíadas Especiais, e esperamos que em 2025 todas as 85 regiões do meu imenso e acolhedor país participem. ''

Para Natalia, as Olimpíadas Especiais são "uma causa muito pessoal. A minha irmã mais nova, Oksana, nasceu com uma deficiência intelectual", "E há muitos mal-entendidos e muita falta de informação sobre as capacidades das pessoas com necessidades especiais, por isso espero que os Jogos tragam mais clareza e quebrem alguns estigmas sobre as possibilidades e oportunidades de pessoas com necessidades especiais como a minha irmã."

A cidade de Kazan já sabe o que é sediar um grande evento como este, depois de sediar o Campeonato do Mundo de Natação em 2015 e o Campeonato do Mundo de Futebol de 2018. Participantes e apoiantes já estão contar os dias para comemorar o evento .