Última hora
This content is not available in your region

Por um mar de opções sustentáveis

Por um mar de opções sustentáveis
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O oceano é uma importante fonte de proteína saudável para os cidadãos da União Europeia, e precisa de ser protegido para assegurar a sustentabilidade da pesca. A Política Comum das Pescas europeia assegura a exploração sustentável dos recursos, minimizando os impactos adversos no ecossistema marinho.

Uma vez capturado, na natureza ou numa exploração piscícola, o peixe é colocado no mercado. Toda a informação importante sobre o produto é transmitida ao longo da cadeia de abastecimento, garantindo que o peixe de origem ilegal é mantido fora do mercado comunitário.

A rastreabilidade e regulamentação sobre segurança e qualidade alimentar são essenciais, uma vez que a União Europeia importa 70% dos produtos da pesca e da aquacultura.

Os resíduos alimentares são outra preocupação abordada pela regulação. Os requisitos europeus otimizam a utilização de peixe e outros produtos do mar para diferentes fins e em cada etapa da cadeia de abastecimento, de forma a minimizar a perda de alimentos.

Com a estratégia "Do prado ao prato", a Europa pretende criar um sistema alimentar sustentável, com vista a beneficiar a saúde e qualidade de vida dos consumidores. O objetivo destas políticas é assegurar a diversidade e a durabilidade dos produtos do mar.

Inquéritos sobre o consumo apontam para uma crescente atenção à origem dos produtos, 1/3 dos consumidores prefere peixe capturado pelos próprios países. Os Estados-membros querem assegurar que os compradores têm à disposição informações fiáveis e fidedignas.

De acordo com o último Eurobarómetro, 75% dos consumidores em toda a União Europeia estavam satisfeitos com a rotulagem dos produtos de peixe. Com a informação clara e disponível quem compra pode fazer escolhas sustentadas, com base no que mais gosta e preferir.