Última hora
This content is not available in your region

Matteo Renzi propõe programa para governo de Itália

euronews_icons_loading
Matteo Renzi propõe programa para governo de Itália
Direitos de autor  Afptv
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de criar o problema, Matteo Renzi surge agora com uma possível solução para a crise política em Itália. O líder do partido Itália Viva (IV) diz estar preparado para ajudar a formar governo, após ter tirado o apoio no Senado à coligação no poder e ter levado o primeiro-ministro Giuseppe Conte a pedir a demissão.

Renzi apelou aos partidos da maioria para elaborarem um programa político até 2023, data do fim da atual legislatura.

Apesar do apoio a Conte, o Partido Democrático e o Movimento Cinco Estrelas mostraram-se já interessados em chegar a um entendimento.

Em conferência de imprensa Matteo Renzi afirmou que a "crise não surge de uma questão de simpatia ou antipatia pessoal, mas sim da necessidade de dar respostas aos cidadãos". O político italiano revelou ainda estar pronto para criar "um documento escrito que vai determinar quem faz o quê e quando, deixando de haver espaço para álibis".

Já o líder do Partido Democrático, Nicola Zingaretti, pediu que a "tarefa de escrever um programa político para o fim da legislatura esteja em absoluta sintonia com a vontade dos cidadãos italianos de se erguerem e olharem para o futuro com esperança e confiança".

A estabilidade política em Itália é particularmente importante, numa altura em que o país se prepara para receber os fundos de combate à crise sanitária estipulados pelo Plano de Recuperação da União Europeia, uma verba avaliada em 209 mil milhões de euros, cuja distribuição esteve na origem da rutura de Matteo Renzi com a coligação governativa.