EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Matteo Renzi propõe programa para governo de Itália

Matteo Renzi propõe programa para governo de Itália
Direitos de autor Afptv
Direitos de autor Afptv
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O líder do partido Itália Viva propõe um documento ratificado pelos maiores partidos italianos, com o objetivo de terminar a legislatura, em 2023, após a demissão do primeiro-ministro Giuseppe Conte.

PUBLICIDADE

Depois de criar o problema, Matteo Renzi surge agora com uma possível solução para a crise política em Itália. O líder do partido Itália Viva (IV) diz estar preparado para ajudar a formar governo, após ter tirado o apoio no Senado à coligação no poder e ter levado o primeiro-ministro Giuseppe Conte a pedir a demissão.

Renzi apelou aos partidos da maioria para elaborarem um programa político até 2023, data do fim da atual legislatura.

Apesar do apoio a Conte, o Partido Democrático e o Movimento Cinco Estrelas mostraram-se já interessados em chegar a um entendimento.

Em conferência de imprensa Matteo Renzi afirmou que a "crise não surge de uma questão de simpatia ou antipatia pessoal, mas sim da necessidade de dar respostas aos cidadãos". O político italiano revelou ainda estar pronto para criar "um documento escrito que vai determinar quem faz o quê e quando, deixando de haver espaço para álibis".

Já o líder do Partido Democrático, Nicola Zingaretti, pediu que a "tarefa de escrever um programa político para o fim da legislatura esteja em absoluta sintonia com a vontade dos cidadãos italianos de se erguerem e olharem para o futuro com esperança e confiança".

A estabilidade política em Itália é particularmente importante, numa altura em que o país se prepara para receber os fundos de combate à crise sanitária estipulados pelo Plano de Recuperação da União Europeia, uma verba avaliada em 209 mil milhões de euros, cuja distribuição esteve na origem da rutura de Matteo Renzi com a coligação governativa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quatro dias para tentar encontrar governo em Itália

Bruxelas pede a Itália que não atrase plano nacional contra crise

Primeiro-ministro de Itália apresenta demissão esta terça-feira