Última hora
This content is not available in your region

Alemanha envia médicos para Portugal na quarta-feira

euronews_icons_loading
[arquivo]
[arquivo]   -   Direitos de autor  Sean Gallup/2021 Getty Images
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha confirmou o envio, na quarta-feira, de 26 profissionais de saúde das forças armadas para ajudar Portugal a combater a pandemia de coronavírus, que esta segunda-feira reclamou mais 275 vidas no país.

Para responder aos receios acerca de uma eventual falta de vacinas no seu próprio território, onde dois milhões e meio de pessoas já receberam uma primeira dose, a chanceler alemã, Angela Merkel, garantiu que "até ao fim do verão" toda a população terá a oportunidade de ser vacinada.

No Reino Unido, o governo anunciou a aquisição de mais 40 milhões de doses da vacina anti-Covid do laboratório franco-austríaco Valneva.

Com uma campanha de vacinação maciça em curso, 9,2 milhões de cidadãos britânicos já foram injetados, mais de 900.000 dos quais só no último fim-de-semana.

O Reino Unido encomendou um total de 400 milhões de doses de vacinas de diferentes laboratórios.

Matt Hancock, ministro da Saúde do Reino Unido:"Como sempre fizemos, investimos cedo e correndo riscos, antes de sabermos se o resultado seria bom, porque desde o início assumimos uma atitude sem arrependimentos para apoiar as vacinas. Se receber a aprovação das entidades reguladoras, a vacina Valneva será fabricada aqui mesmo, no Reino Unido."

Enquanto a tendência é, na maioria da Europa, para o reforço das restrições, a Áustria vai começar a aliviar as suas no próximo dia 8, com a reabertura de uma parte das lojas e negócios.

As fronteiras serão, no entanto, reforçadas, para impedir a entrada de turistas.

Em França, onde a pandemia continua a não dar tréguas, as tradicionais férias de Inverno terão lugar, em Fevereiro, com as estâncias de esqui ainda fechadas, para desânimo dos adeptos e desespero dos profissionais do setor.