Trump enfrenta segundo julgamento político de destituição no Senado

Trump enfrenta segundo julgamento político de destituição no Senado
Direitos de autor Ian Georgeson/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Ian Georgeson/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Republicanos falam em falta de legitimidade constitucional

PUBLICIDADE

Sob um forte dispositivo de segurança, Washington prepara-se para o arranque do segundo julgamento de impeachment (destituição) do ex-presidente Donald Trump no Senado, esta terça-feira.

Democratas e republicanos medem forças, mas acertaram o formato, prazos e regras do procedimento.

O primeiro dia do julgamento servirá para avaliar se é constitucional, durante quatro horas de debate seguidas de votação.

"O líder democrata no Senado, Chuck Schumer, e eu conseguimos chegar a um acordo sobre um processo justo e uma data estimada para o julgamento. Esta estrutura foi aprovada quer pela equipa jurídica do antigo presidente Trump quer pelos administradores do impeachment da Câmara porque reserva o devido processo e os direitos de ambos os lados", sublinhou o líder da minoria republicana no Senado, Mitch McConnell.

Depois de se decidir sobre a constitucionalidade, os procuradores deverão apresentar os argumentos de abertura. Se tudo correr como previsto, a defesa de Donald Trump também deverá começar a esgrimir argumentos esta quarta-feira.

Apesar de terem conseguido aprovar a destituição na Câmara dos Representantes, onde estão em maioria, os democratas enfrentam a resistência republicana.

Será difícil obterem a maioria qualificada no Senado até porque vários representantes da oposição rejeitam a responsabilidade direta do antigo presidente dos EUA no ataque de 6 de janeiro ao Capitólio. Um cenário de deixa antever uma absolvição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado

Trump recebeu presidente polaco em Nova Iorque para reunião "amigável"

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump