Última hora
This content is not available in your region

França vai endurecer restrições em Nice face à Covid-19

euronews_icons_loading
França vai endurecer restrições em Nice face à Covid-19
Direitos de autor  Luca Bruno/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O endurecimento das restrições na mobilidade dos cidadãos em Nice será decidido nos próximos dois dias.

O ministro da saúde francês anunciou a intenção de reforçar as medidas de combate à Covid-19 também em todo o departamento dos Alpes Marítimos de que a cidade é capital.

"Nice é a cidade onde atualmente a incidência viral é a mais alta. Posso dizer, para resumir as coisas, que todos os dias 500 pessoa ficam doentes com Covid. É muito. Temos que tomar medidas suplementares, para além de o recolher obrigatório e das restrições já existentes em Nice e em toda a França", disse Olivier Verán.

Na Rússia, o primeiro-ministro Mikhail Mishustin anunciou que o país registou a sua terceira vacina contra o coronavírus - a CoviVac. As primeiras 120 mil doses deverão estar prontas em meados de março.

Em Portugal, há cidadãos que ajudam diretamente os profissionais de saúde ativos na guerra contra o vírus e, também as vítimas da Covid-19, como é o caso da associação Socorrer a Linha da Frente que recolhe doações e as distribui nos hospitais da grande Lisboa.

No Reino Unido, os utentes dos lares de terceira idade passaram a ter autorização para receber um visitante pré-designado e a serem tocados, mediante apertadas regras.

Considerado o principal exemplo de combate à Covid-19, com apenas 26 óbitos pelo coronavírus, numa população de 5 milhões, a Nova Zelândia colocou em prática este sábado o seu programa de vacinação.