Última hora
This content is not available in your region

Agência Internacional de Energia Atómica vai ter menos acesso a instalações iranianas

Access to the comments Comentários
De  euronews com Lusa
euronews_icons_loading
Agência Internacional de Energia Atómica vai ter menos acesso a instalações iranianas
Direitos de autor  AP/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica diz que o Irão vai diminuir o acesso dos seus inspetores às instalações nucleares, mas vai continuar a permitir que a agência monitorize o seu programa atómico. As declarações foram feitas depois de uma visita a Teerão, onde se reuniu com as autoridades iranianas.

O ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Mohammad Javad Zarif, disse que as câmaras da Agência Internacional de Energia Atómica seriam desligadas apesar da visita de Grossi, para cumprir uma lei aprovada pelo parlamento. "Este não é um prazo para o mundo. Não é um ultimato. É uma questão interna entre o parlamento e o governo", salientou.

A visita de Grossi acontece num momento de alta tensão em torno do acordo nuclear de 2015, que o Irão assinou com o grupo dos 5+1. Por decisão do antecessor de Biden, os Estados Unidos retiraram-se do acordo em 2018. O atual presidente já exprimiu a vontade de regressar ao acordo.

Em dezembro, o parlamento iraniano aprovou uma lei que visa restringir o acesso dos inspetores da agência internacional a instalações não nucleares, incluindo instalações militares suspeitas de atividade nuclear, sob certas condições.