EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Cinza do vulcão Etna cobre comuna de Giarre com manto negro

Cinza do vulcão Etna cobre comuna de Giarre com manto negro
Direitos de autor GIOVANNI ISOLINO/AFP or licensors
Direitos de autor GIOVANNI ISOLINO/AFP or licensors
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

População da ilha da Sicília mantém-se em estado de alerta

PUBLICIDADE

A cinza resultante das erupções do vulcão Etna cobriu a comuna de Giarre, na Sicília, de negro.

Nesta, como em outras regiões vizinhas que sofrem o impacto da pandemia, a vida da população local foi perturbada por uma nova ameaça.

"Consigo ouvir o ruído nas janelas. Inicialmente pensava que era chuva. Depois percebi que eram as cinzas do Etna com grandes grãos", explicou Salvatore Strano, residente em Giarre.

Para muitos, a limpeza das cinzas e das pedras de lava arrastadas com o vento tornou-se um ritual diário.

Cansados, alguns habitantes optaram por cobrir os carros e as entradas de casas com cartões ou tecidos para facilitar a limpeza.

"Depois de mais uma chuva de cinza e de pequenas pedras, estamos agora a limpar tudo", sublinhou Luca Santonocito, residente em Giarre.

De acordo com os geólogos que monitorizam a atividade do vulcão, no domingo uma coluna de cinza e lava atingiu os 10 mil metros de altura.

O Etna é um dos vulcões mais ativos do mundo. Cientistas do Instituto Italiano de Geofísica e Vulcanologia dizem desconhecer quanto tempo poderá durar a atividade vulcânica atual.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O Etna é o vulcão mais ativo da Europa. É possível visitá-lo durante uma erupção?

Etna entra novamente em erupção

Erupção do La Soufrière obriga a evacuação na ilha de São Vicente