Última hora
This content is not available in your region

Jornal russo Novaya Gazeta denuncia ataque químico

euronews_icons_loading
Jornal russo Novaya Gazeta denuncia ataque químico
Direitos de autor  NATALIA KOLESNIKOVA/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

O chefe de redação do jornal Novaya Gazeta, um dos poucos órgãos de comunicação russos independentes, denunciou um ataque químico levado a cabo há poucos dias contras as suas instalações na capital, Moscovo.

Imagens captadas por uma câmara de vigilância mostram um indivíduo a pulverizar a porta do edifício com uma substância desconhecida.

A substância levou vários dias a limpar e causou indisposição entre vários funcionários.

O chefe de redação afirma que se tratou de uma ameaça ao jornal.

"Isto é uma espécie de ameaça. A utilização de substâncias de categoria militar não letais é uma forma de alertar os funcionários ou um ato de vingança contra eles", denunciou o chefe de redação, Dmitry Muratov.

Desde o ano 2000 que seis jornalistas desta publicação perderam a vida em resultado dos seus trabalhos.

De recordar que em 2006 a jornalista Anna Politkovskaya foi assassinada a tiro à porta de sua casa.

A jornalista havia denunciado abusos de direitos assim como o envolvimento do Kremlin no conflito na Chechénia.