Última hora
This content is not available in your region

Independentistas reconquistam poder e avançam para referendo

euronews_icons_loading
Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia e líder do SNP, o partido vencedor nas eleições
Nicola Sturgeon, primeira-ministra da Escócia e líder do SNP, o partido vencedor nas eleições   -   Direitos de autor  Andy Buchanan / AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Uma batalha no horizonte entre Edimburgo e Londres pela independência da Escócia. O Partido Nacional Escocês da primeira-ministra Nicola Sturgeon venceu pela quarta vez consecutiva as eleições legislativas no país ao conquistar 64 dos 129 assentos no parlamento. O processo de referendo à independência começou.

"De forma alguma pode, um referendo, ser descrito como mera exigência minha ou do Partido. É um compromisso assumido perante o povo por uma clara maioria dos deputados que foram eleitos para o nosso parlamento. É a vontade do país. E dado esse resultado, não há simplesmente qualquer justificação democrática para Boris Johnson, ou qualquer outra pessoa, para tentar bloquear o direito do povo da Escócia a escolher o nosso próprio futuro", declarou Nicola Sturgeon.

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, tem autoridade para impedir uma consulta popular sobre o assunto e no jornal Daily Telegraph, Johnson já tinha referido que um referendo no contexto da pandemia seria irresponsável e que o assunto ficou definido no referendo de 2014.