This content is not available in your region

Muçulmanos terminam o Ramadão e celebram o Eid-ul-Fitr

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Muçulmanos terminam o Ramadão e celebram o Eid-ul-Fitr
Direitos de autor  Mahmoud Illean/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved

Milhares de muçulmanos voltaram à mesquita de Al-Aqsa, na Cidade Velha em Jerusalém, esta quinta-feira, para as orações de Eid-ul-Fitr, a celebração do fim do Ramadão, no primeiro dia do décimo mês do calendário islâmico.

Após dias de tumulto em Jerusalém, com confrontos entre palestinianos e as forças de defesa israelitas, que alastraram de forma trágica à Faixa de Gaza, a calma parece ter voltado ao Monte do Templo, o local conhecido no Islão como Nobre Santuário e que é partilhado de forma sagrada por judeus, cristãos e muçulmanos.

Noutros países de forte implantação islâmica, como a Turquia, as orações do Eid-ul-Fitr dominam o som ambiente.

À porta da mesquita Hagia Sophia, em Istambul, ouviram-se também palavras de apoio aos palestinianos, em solidariedade pela pressão sofrida por parte de Israel, nomeadamente na Faixa de Gaza, onde ataques aéreos têm deixado um rasto de destruição e morte, incluindo de crianças.

Yasemin Yesilmen, vive em Istambul, mas diz que já "há vários dias" que não consegue dormir. "Estamos a acompanhar os eventos e a chorar. Tudo o que podemos fazer agora é rezar. Se ao menos pudéssemos ir lá e estar com os nossos irmãos. Era isso que gostava", assume esta residente muçulmana na Turquia.

Na Europa, o fim do jejum do Ramadão está também a ser celebrado por todo o lado onde existem comunidades islâmicas, como, por exemplo, na antiga república jugoslava do Kosovo ou na Mesquita Central de Lisboa, em Portugal.

Posted by Mesquita Central de Lisboa on Wednesday, May 12, 2021

Do outro lado do Atlântico, nos Estados Unidos, o Empire State Building voltou a assinalar em Nova Iorque o início do Eid-ul-Fitr iluminando-se de verde, a cor que simboliza a renovação espiritual no Islão.