This content is not available in your region

Hamas e militares israelitas intensificam ataques

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Hamas e militares israelitas intensificam ataques
Direitos de autor  ANAS BABA/AFP or licensors

Uma série de explosões voltou a iluminar os céus no norte de Gaza, numa altura em que os confrontos entre Israel e militantes palestinianos continuam. Os militares israelitas intensificam os ataques aéreos e os bombardeamentos já deixaram pelo menos 67 pessoas mortas, incluindo 17 crianças e quase 400 feridos.

Sem mostrar sinais de recuo, os militantes do Hamas voltaram a responder e a lançar rockets em Israel durante a noite. Foram atingidos vários locais a sul de Israel - uma criança morreu em Sderot e cinco pessoas ficaram feridas perto de Tel Aviv.

As tensões continuam a aumentar em zonas israelitas com populações mistas - judaicas e árabes. Tem havido relatos nos meios de comunicação de Israel de indivíduos judeus e árabes que tem vindo a ser atacados por multidões em cidades e vilas israelitas.

Em apenas três dias, a violência dos últimos combates já começou a assemelhar-se aos 50 dias de guerra em Gaza em 2014. E, tal como na altura, nenhum dos lados parece ter uma estratégia definida. O derramamento de sangue foi provocado por distúrbios no fim de semana na mesquita Al-Aqsa, em Jerusalém - um local sagrado tanto para muçulmanos como para judeus.