Última hora
This content is not available in your region

Dezenas de mortes em ofensiva israelita

euronews_icons_loading
Dezenas de mortes em ofensiva israelita
Direitos de autor  BASHAR TALEB/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

O exército de Israel divulgou imagens do que diz ser o bombardeamento a um armazém pertencente a um elemento do Hamas no centro da Faixa de Gaza e que, afirma, continha armas.

Só este domingo os ataques aéreos israelitas a este território palestiniano destruíram três edifícios e mataram, pelo menos, 42 pessoas. Isto de acordo com fontes palestinianas. Várias casas de líderes do Hamas terão sido destruídas dizem fontes israelitas.

A ofensiva militar de Telavive, deste domingo, foi a mais mortífera desde que recomeçaram os combates entre Israel e o Hamas, há quase uma semana. Conflito que teve na sua génese um ataque por parte de milícias palestinianas a Israel.

Este domingo, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, afirmava que "a campanha militar contra" o Hamas "continuará com a máxima força".

Os últimos dias de violência fizeram, pelo menos, 188 mortos entre os palestinianos e oito entre os israelitas, na sua maioria civis. São os piores confrontos desde a devastadora guerra de 2014, em Gaza.

O Hamas e as milícias palestinianas lançaram mais de 3.000 roquetes contra território israelita, pondo à prova o seu sofisticado sistema de defesa antimíssil.