Última hora
This content is not available in your region

Vacinação completa pode libertar americanos das máscaras

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Vacinação completa pode libertar americanos das máscaras
Direitos de autor  Peter Kneffel/dpa via AP
Tamanho do texto Aa Aa

Os EUA estão um passo mais próximo de regressar à normalidade pré-pandemia. Em causa estão as diretivas divulgadas pelo Centro para a Prevenção e Controlo de Doenças, que isentam o uso de máscara e o distanciamento social, na maioria dos espaços, para pessoas totalmente vacinadas no país.

"Qualquer pessoa que esteja totalmente vacinada pode participar em atividades indoor e outdoor, grandes ou pequenas, sem usar máscara ou distanciamento social", sublinhou Rochelle Walensky, diretora do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças.

Na prática, espera-se que mais pessoas se desloquem aos postos de vacinação.

O presidente dos EUA, Joe Biden, apelou aos americanos para se vacinarem. O cansaço com a pandemia pode ser um grande incentivo para o fazerem.

"Vacinem-se ou usem uma máscara até serem vacinados. Ou uma coisa ou outra. Vacinem-se. Se forem vacinados totalmente podem retirar a máscara. Conquistaram o direito de fazer uma coisa pela qual os americanos são conhecidos em todo o mundo: cumprimentar os outros com um sorriso", lembrou Biden.

Mas há limites e determinadas restrições deverão continuar a vigorar. É para manter o uso de máscaras em aviões e comboios, hubs de transportes ou zonas de circulação em hospitais, centros de saúde ou consultórios.

A campanha agressiva de vacinação nos EUA parece estar a dar resultado. Os casos de Covid-19 atingiram o nível mais baixo desde setembro. As mortes também estão no nível mais baixo desde o passado mês de abril.

Até ao momento, cerca de 154 milhões de americanos, mais de 46% da população, receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19. Mais de 117 milhões estão completamente vacinados.