This content is not available in your region

Os desafios para um ambiente saudável

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Os desafios para um ambiente saudável
Direitos de autor  ANDREAS SOLARO/AFP or licensors

O bem-estar dos cidadãos europeus e as necessidades da indústria são uma das questões em foco esta "Semana Verde".

Bruxelas quer poluição zero até 2050. Mas quão afastados estamos neste momento?

A resposta é bastante como mostra o caso da cidade de Taranto, no sul de Itália.

É aqui que fica a Ilva, a maior metalurgia do país, propriedade do grupo Arcelor-Mittal.

Durante anos, esta metalurgia expeliu dioxinas e outros produtos nocivos para a saúde com consequências graves para as crianças da região como explica a pediatra italiana, Annamaria Moschetti.

"O Alto Instituto de Saúde levou a cabo um estudo cujos resultados foram comunicados em 2019 e tudo sugere que as crianças que vivem próximo de unidades industriais, em comparação com crianças que vivem mais longe, sofrem uma redução no QI de cerca de 10 pontos", afirma.

Durante vários anos, a falta de atenção da Ilva relativamente a questões ambientais deu lugar a vários desastres ambientais seguidos de casos judiciais.

Na segunda-feira, o tribunal emitiu a sentença condenando os antigos proprietários a mais de 20 anos de prisão e três anos e seis meses para o antigo governador da região.

Ainda assim, ninguém sabe o que fazer com esta fábrica que continua a poluir.

"Já chegou a altura de acabar com esta agonia e aproveitar os fundos europeus para criar alternativas de transição ecológica com as melhores competências. Em Taranto precisamos de investir pelo menos cinco mil milhões de euros para reempregar os trabalhadores da Ilva e criar na cidade um projeto sustentável e com futuro" reclama Alessandro Marescotti, presidente da Peacelink e ativista ambiental.

A poluição e os problemas que lhe estão associados não são apenas uma questão limitada a Taranto.

Os muitos pacientes de cancro da cidade de Taranto são um encargo para o sistema nacional de saúde.

Isto significa que um ambiente saudável é algo igualmente saudável para as finanças públicas, como explica Genon Jensen, diretora para a área de saúde de um centro de reflexão em Bruxelas.

"Seja a poluição atmosférica que como sabemos causa mais de 400 mil mortes por ano, só na Europa e isto é evitável. Se conseguirmos chamar mais a atenção para os custos para a saúde e o impacto destes, se as pessoas compreenderem isto então teremos mais apoio para políticas que reduzem estes impactos, ao nível da União Europeia", defende esta especialista.

A edição de 2021 da Semana Verde Europeia é uma oportunidade para consciencializar os cidadãos e todas as partes sobre como juntar forças para criar um ambiente livre de poluição e substâncias tóxicas. Tal como em Taranto.