Última hora
This content is not available in your region

A lenta recuperação do turismo a nível mundial

euronews_icons_loading
A lenta recuperação do turismo a nível mundial
Direitos de autor  - Screenshot Associated Press -
Tamanho do texto Aa Aa

2021 é mais um ano de desafios para o setor do Turismo. Dados de março davam conta que, em termos mundiais, as chegadas de turistas internacionais caíram mais de 80% nos primeiros três meses de 2021 e em relação a 2020. A Organização Mundial do Turismo está pronta a ajudar a mudar esta tendência. Zurab Pololikashvili, secretário-geral deste organismo explicava à euronews que é sua "__responsabilidade coordenar e ligar os diferentes mercados, os diferentes países, reiniciar e recuperar o turismo, o mais rapidamente possível". Acrescentava que não querem "perder esta oportunidade" e querem "utilizar todos os instrumentos, começando pelo processo de vacinação e o certificado verde".

A chave para fazer com que as pessoas se sintam novamente seguras ao viajar é restaurar a confiança. A Organização Mundial do Turismo salienta que existe uma necessidade de coordenação e harmonização dos diferentes protocolos de higiene e segurança em todo o mundo. O Certificado Digital COVID da União Europeia é exemplo disso. A Organização está a cooperar com a Comissão Europeia para que ele sirva de modelo a outras partes do mundo.

Margaritis Schinas, vice-Presidente da Comissão Europeia, referia à jornalista da euronews Symela Touchtidou que "e__ste certificado da UE para a Covid é a prova, uma prova tangível, de que a Europa pode agir com solidariedade e determinação. A partir do dia 1 de julho ele estará disponível em toda a União Europeia e estabelecerá um padrão global para a indústria do turismo como um todo".

Entre quem gere o setor há quem diga que a recuperação desta indústria deve ser planeada a longo prazo e baseada na sustentabilidade. Para Harry Theoharis, ministro do Turismo da Grécia, "a principal lição" que aprenderam "durante a crise, é que a sustentabilidade é uma noção complexa, tem três dimensões" e lidam, "frequentemente, com a parte ambiental das coisas. Mas o lado social e o lado económico ganharam destaque durante a pandemia. Precisamos de encontrar um novo equilíbrio entre essas três dimensões", referiu Theoharis.

Em Portugal, e apesar da decisão britânica de tirar o país da lista verde, isso já está a acontecer. O caminho para a sustentabilidade foi iniciado há cinco anos e os esforços estão a dar frutos, com explicou à euronews Rita Marques, a secretária de Estado do Turismo. "Essa estratégia tem várias prioridades: entre elas ver o turismo como um todo, ao longo do ano. É por isso que temos trabalhado arduamente com a indústria dos eventos, do golfe, para proporcionar uma boa experiência ao longo de todo o ano. Esta é a primeira prioridade. A segunda é tentarmos receber turistas por todo o país e não apenas nas grandes cidades, não só no Sul, no Algarve, na Madeira", adiantava esta responsável.

Para a Organização Mundial do Turismo há dois cenários possíveis para 2021. O positivo diz que haverá uma recuperação em julho, levando a um aumento de 66% nas chegadas internacionais, por todo o mundo, em comparação com os mínimos históricos do ano passado. O menos positivo prevê para a indústria uma potencial recuperação em setembro.

Outras fontes • Symela Touchtidou