Última hora
This content is not available in your region

ONG recomenda ajuda militar externa em Cabo Delgado

euronews_icons_loading
Imagem de arquivo
Imagem de arquivo   -   Direitos de autor  LUÍS MIGUEL FONSECA/ 2021 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
Tamanho do texto Aa Aa

Moçambique deve aceitar uma assistência militar externa "moderada" para combater os jihadistas que aterrorizam a região de Cabo Delgado desde 2017 e ao mesmo tempo abrir a porta ao diálogo com os insurgentes. As recomendações são feitas pelo International Crisis Group, ONG especializada na resolução e prevenção de conflitos armados.

Segundo a ONU, a violência na região já fez 2800 mortos e 800.000 deslocados.

Dino Mahtani, Internacional Crisis Group:"Não há apenas uma solução militar. É preciso um nível apropriado de apoio militar para pressionar [os jihadistas], para que se rendam, mas ao mesmo tempo oferecendo-lhes uma saída."

Moçambique tem-se mostrado reticente a qualquer intervenção estrangeira.

O Internacional Crisis Group recomenda ainda, no relatório publicado esta sexta-feira, que o governo de Maputo tente "apaziguar as tensões locais", financiando projetos de desenvolvimento numa região onde, apesar dos imensos recursos de gás natural, a pobreza é endémica, para evitar que a população local "equacione juntar-se à insurgência".