Mancha negra afasta-se da Córsega

Córsega, França
Córsega, França Direitos de autor Euronews/AFP
De  Nara Madeira com AFP/AP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mancha negra afasta-se da Córsega. Autoridades francesas procuram responsáveis pelo derramamento.

PUBLICIDADE

Continuam as operações, ao largo da Córsega, de remoção de resíduos de hidrocarbonetos pesados. Mas as manchas de petróleo estão agora a afastar-se de terra e estão em alto mar. 

Uma situação grave e as autoridades francesas não querem deixar passar em branco o sucedido. No terreno, a ministra da Transição Ecológica, Barbara Pompili, explicava que se "trata de óleos usados que se encontram nos porões dos barcos e que, normalmente, têm de ser desgaseificados nos portos. Existem instalações para este fim, para esvaziar os porões. No entanto, algumas pessoas, para gastar menos dinheiro, fazem-no no mar e foi isso que aconteceu".

Já a ministra do Mar adiantava que havia já três barcos a ser inspecionados quando chegassem ao porto de destino, o que permitiria saber mais sobre o sucedido, acrescentado que não vão desistir de procurar o responsável. O que é claro, esclarecia, e como referia Barbara Pompili, é que estavam ambas ali determinadas a descobrir quem fez a descarga. São "bandidos" e devem ser tratados como tal, afirmada Annick Girardin.

O derramamento, uma linha negra nas águas azuis do Mediterrâneo, foi detetado na sexta-feira, durante um exercício aéreo militar. No sábado de manhã, estava a apenas 800 metros da costa desta ilha gaulesa levando ao encerramento de praias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maré negra ameaça Córsega

Brasil recorre à Interpol para esclarecer maré negra

Maré negra atinge ilha grega de Salamina