Última hora
This content is not available in your region

FMI avaliza Finanças de Angola

De  Neusa Silva  & João Peseiro Monteiro
euronews_icons_loading
Conferência de imprensa do governo de Angola sobre a quinta avaliação do FMI
Conferência de imprensa do governo de Angola sobre a quinta avaliação do FMI   -   Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Angola recebeu nota positiva do FMI. A dinâmica da dívida e o reforço da gestão das Finanças Públicas foram elogiados pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) na quinta avaliação do Programa de Financiamento Ampliado.

A equipa económica do governo, liderada pelo ministro de Estado Manuel Nunes Júnior, sublinhou o esforço em curso, que aponta para um superávit em 2021. A concretizar-se, poderá traduzir-se na retoma do equilíbrio orçamental verificado antes da pandemia.

O Investigador do Departamento de Estudos Africanos da Universidade de Londres - SOAS, Fernandes Wanda, considera que foram feitas reformas no âmbito da regulação que não se refletem ainda na transformação da economia angolana:

"Infelizmente esta intervenção, estas reformas estruturais que o governo está a fazer não estão a refletir-se ainda na vida do cidadão. pelo contrário, houve um deteriorar da qualidade de vida do cidadão. Os dados do INE, os dados recentes, sobre a probreza mostram que houve um aumento da pobreza. Se em 2008/2009 o IBEP mostrava que era à volta de 36,5 por cento, hoje estamos quase a 40 por cento do índice de probreza, então, há um retrocesso!"

A sexta e última avaliação do FMI acontece até ao final deste ano. De acordo com o chefe da equipa económica, antes desta última avaliação serão pré-estabelecidas as bases para uma futura cooperação entre Angola e o Fundo Monetário Internacional.