Última hora
This content is not available in your region

França abre pistas de dança à noite a partir de 9 de julho

De  euronews
euronews_icons_loading
Discoteca em França (Arquivo)
Discoteca em França (Arquivo)   -   Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

É oficial, as discotecas reabem em França no dia 9 de julho. Emmanuel Macron e a Ministra da Cultura Roselyne Bachelot reúniram-se com profissionais da noite no Eliseu, para discutir a reabertura e os apoios ao setor que tem sido gravemente afetado por meses de confinamento.

Mas para poder desfrutar novamente da vida nocturna, será necessário preencher certas condições:

  • Apresentar o certificado, com uma vacina que data de há mais de 2 semanas.
  • A capacidade será de 75% em espaços interiores e de 100% para espaços ao ar livre.
  • O uso de uma máscara será recomendado, mas não obrigatório na pista de dança.

Os gerentes das discotecas temem que estas restrições desencorajem a vinda de clientes. Depois de 15 meses de encerramento, a situação não é muito animadora: dos 1600 estabelecimentos, 152 encerraram definitivamente. O setor representa 30 mil postos de trabalho e mil milhões de euros de volume de negócios anual.

Noutras zonas da Europa, já é possível dançar até ao fim da noite:

  • Em Espanha, a abertura das discotecas difere de província para província. Na Catalunha, estão abertas desde a noite passada.

  • A Bélgica foi uma das primeiras a abrir os estabelecimentos de diversão noturna no dia 8 de maio, mas apenas ao ar livre e até as 22h, no máximo.

  • Alguns países, como Alemanha e Itália, ainda estão em fase de testes para espetáculos e discotecas.

  • E, por último, no Reino Unido, Portugal e Dinamarca, a reabertura das discotecas foi adiada devido à deterioração da situação sanitária