Última hora
This content is not available in your region

Guterres pede à UE para garantir acesso justo às vacinas

De  Euronews
euronews_icons_loading
Guterres pede à UE para garantir acesso justo às vacinas
Direitos de autor  Aris Oikonomou/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da ONU instou a União Europeia a usar a influência a nível mundial para garantir um acesso justo e equitativo às vacinas anti-Covid. Num discurso no Parlamento Europeu, em Bruxelas, António Guterres apelou nomeadamente à partilha de patentes e tecnologia, sem esquecer uma menção à continuada crise migratória.

António Guterres, secretário-geral da ONU:"A desigualdade na equidade das vacinas não é apenas o maior teste moral do nosso tempo, é também uma questão de eficácia. Com a tendência do vírus para sofrer mutações, ninguém está seguro até que todos sejam vacinados. E, infelizmente, o mundo não está à altura da ocasião. Enfrentamos o espectro de um mundo dividido e de uma década perdida para o desenvolvimento."

"Também devemos proteger as pessoas vulneráveis dentro das fronteiras da União Europeia. Os direitos dos refugiados e dos requerentes de asilo são protegidos pelo direito internacional, independentemente da sua origem. Como europeu e ex-chefe de governo, sei que os refugiados não são uma ameaça, mas uma valiosa contribuição para o nosso continente."

Guterres aproveitou a ocasião para reagir também à polémica lei aprovada recentemente pela Hungria, que proibe a "representação" da homossexualidade e da transexualidade em espaços públicos, e em particular junto dos menores de 18 anos, afirmando que qualquer tipo de discriminação contra a comunidade LGBT é inaceitável.